Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Histórico

Publicado: Sexta, 20 de Janeiro de 2017, 10h47 | Última atualização em Terça, 10 de Dezembro de 2019, 15h58 | Acessos: 1005

A história do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica – NAIA começou ainda na fase de implantação e estruturação da Unifesspa desvinculada da Universidade Federal do Pará – UFPA em 05 de junho de 2013.

Neste período, segundo as informações iniciais, a universidade possuía 14 (catorze) discentes com deficiência na Unifesspa, abrangendo cegueira, baixa visão, deficiência física e auditiva.

Reconhecendo a necessidade de implantação de uma unidade focada na promoção da política de inclusão e acessibilidade voltadas para o público alvo da educação especial, foi apresentado à administração superior a proposta de criação do Núcleo de Acessibilidade. O referido projeto foi elaborado pela Profa. Dra; Lucélia C. C. Rabelo, na época técnica administrativa e doutoranda em educação especial.

A proposta apresentada foi desenvolvida a partir de experiências de projetos e programas de ensino, pesquisa e extensão na área de Educação Especial e acessibilidade desenvolvidos desde o ano de 2007 em Marabá, ainda como Campus da UFPA. A proposta fundamentou-se nos pressupostos da Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva (BRASIL, 2008), no Documento de Orientações: Incluir (BRASIL, 2013) e no Programa Viver sem Limites (BRASIL, 2013), além de contar com uma fundamentação na literatura sobre a inclusão e acessibilidade no ensino superior, bem como, inspirar-se em experiências exitosas de outros núcleos de acessibilidade existentes do Brasil.

Em 04 de abril de 2014, a Me Lucélia C. C. Rabelo inicia a implantação efetiva do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica – NAIA. A equipe inicial era composta pela coordenação do núcleo e pelos bolsistas de programas e projetos aprovados institucionalmente e no MEC, como o PROEXTO.

A instalação do NAIA foi realizada na Unidade I da Unifesspa, devido esta possuir uma localização mais central e acessível a maioria dos discentes com deficiência. Desde 2014 este espaço passou por transformações a fim de propiciar as condições de acessibilidade ideais para a circulação das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

A unidade tem desempenhado diversas funções relacionadas a acessibilidade e inclusão que abrange ações de formação para o público interno e externo da universidade, orientar a organização e a acessibilidade nos espaços físicos da Unifesspa, divulgação de orientações sobre acessibilidade pedagógica, produção de materiais didáticos acessíveis e acessibilização da bibliografia utilizada nos cursos de graduação com alunos com deficiência, além de ações que visam assegurar a permanência dos alunos com deficiência por meio de auxílios financeiros destinados à aquisição de materiais pedagógicos e tecnologias assistivas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página